Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inspiration Lab

Irá Brilhar

Defini-la é uma árdua tarefa.
Porque, nalguns dias, Ela ri-se com qualquer coisa que digas. Qualquer coisa. E olha à sua volta e sorri. Sorri, só assim. Porque sim. E se lhe perguntares qual a razão do seu sorriso, Ela não responderá. Limitar-se-à a encolher os ombros e a prosseguir. Nalguns dias, Ela caminha leve como uma pena, e o seu andar é dança de bailarina. Nalguns dias Ela fala pelos cotovelos e a sua voz é pura. Cristalina. Nalguns dias, duvido que alguém mais feliz que ela alguma vez tenha pisado este mundo.
Mas, noutros dias, vê-la parte o coração. A vida parece ter-lhe sido sugada. Noutros dias, Ela caminha como se carregasse o peso do mundo. A sua cara é impassível. Mas os seus olhos, os olhos gritam a dor que se recusa a exprimir. Porque se é verdade o que dizem, se os olhos são mesmo a janela para a alma, quem fitasse os dela num desses terríveis dias diria que é uma miserável criatura.
A verdade é que Ela é uma incógnita. Ninguém verdadeiramente a compreende. Uns adoram-na, uns toleram-na, outros dela não querem sequer ouvir falar. Mas uma coisa é mais que certa, ninguém pode negar: Ela é criatura especial, e um dia, na altura certa, irá brilhar.

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D