Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Inspiration Lab

Obrigada.

Pensava que me prejudicavas, que me magoavas. Detestava-te. Chorava porque me fazias sentir a pior pessoa do mundo. Oh, que parva que era, não fazia ideia. Como não pude eu entender algo tão claro? Como não pude eu ver bem que me fazias? Como não entendi que tudo o que fazias era com o altruísta e desinteressado intuito de me ajudares? Arrependo-me perdidamente hoje de não te ter dado o crédito que merecias. E por isto, isto escrevo. Porque nunca tive oportunidade de te agradecer convenientemente por tudo o que fizeste por mim. E se há coisa que mereces é um agradecimento. E dos grandes. Porque sem ti não era nada.

Obrigada por me dares uma bem distorcida visão de mim própria, que me fez questionar a minha essência e me levou a descobrir quem sou na realidade.

Obrigada por me fazeres duvidar do meu valor, porque tem sido uma agradável surpresa descobrir o quanto efetivamente valho.

Obrigada por teres tentado tirar toda a gente do meu caminho, pois os que ficaram ainda hoje estão comigo. Sem ti não os teria ao meu lado.

Obrigada por me relembrares todos os dias que ninguém alguma vez estaria lá para mim, tem sido uma surpresa agradável descobrir que são tantas as pessoas que comigo se preocupam.

Obrigada por me teres ensinado que na vida sempre teremos muitas pessoas a tentar deitar-nos a baixo e que temos que ser o nosso próprio herói, o nosso salvador, se é de um que necessitamos nas nossas vidas.

Obrigada por me teres ensinado que nem todas as pessoas são boas, que nem todas as pessoas querem o melhor para mim. 

Obrigada por me teres ensinado a resistir, a erguer a cabeça bem alto, mesmo quando tudo e todos pareciam estar contra mim.

Obrigada por me teres ensinado que sou o que sou e que valho e que valho não pelo que fizeste alguém achar de mim mas por quem realmente sou.

Obrigada por teres deixado as expetativas de toda a gente tão baixas em relação a mim, que ainda hoje muitos se surpreendem.

Obrigada por me teres ajudado a crescer.

Obrigada por me teres ensinado a perdoar, mesmo quem não o merece. Mesmo quem nunca sequer desculpas pediu.

Obrigada por me fazeres feliz ao saber que, depois de tantos anos passados, olho para ti bem de cima.

Obrigada por tudo e isto e por muito mais. Se sou quem sou hoje, não há qualquer sombra de dúvida que é a ti que o devo. Depois do tanto que me ajudaste, espero que gostes de me ver brilhar. Mas não serei mal agradecida. Nunca me esquecerei de ti. Nunca me esquecerei da influência que tiveste no meu processo de crescimento pessoal. Só estranho te teres afastado de mim quando os resultados de todo o teu esforço começaram a denotar-se em mim. Espero não te ter desiludido. Fica bem.

 

Desculpa lá, mas já que estamos aqui aproveito para esclarecer uma coisa que há anos me anda a incomodar. Porquê eu?

 

2 comentários

Comentar post

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D