Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inspiration Lab

Não vás com os outros

Hoje escrevo-vos acerca de algo, de um tipo de pessoa que sempre me incomodou solenemente: As Marias/Manéis que vão com os outros.

Há medida que cresço, noto que cada vez mais estabeleço as minhas opiniões e os meus princípios e considero isso uma parte não só bela como imensamente importante na minha formação como pessoa e no percurso da minha vida. É por isso que noto com grande pesar que nem todas as pessoas desenvolvem este sentido crítico, esta personalidade vincada tal como eu noto estar a desenvolver.

Se há pessoa que não suporto é aquela que aparenta ter uma ausência de personalidade, desejando tão ardentemente alcançar a aprovação do seu semelhante que acaba por galgar os muros (supostamente) impostos pelas suas opiniões, numa busca desenfreada pelo agrado de alguém que até pode nem significar assim tanto para eles. Aquela pessoa que baseia as suas crenças nas dos que a rodeiam.

Vou ser muito sincera, estas pessoas incomodam-me mais do que as que têm uma personalidade com a qual não me identifico ou, sendo mais clara, da qual não gosto. Pelo menos essas pessoas têm uma personalidade, por muito má que seja, e isso já vale pelo que vale.

Agora as pessoas que parecem negar a si próprias o direito de ter as suas próprias opiniões e de pensar pela própria cabeça, essas sim me revoltam! Por mais que tente, não consigo chegar a uma conclusão relativamente ao porquê de alguém desejar assim tão ardentemente o reconhecimento de alguém que estivesse disposto a ir contra tudo o que durante anos foi construído dentro de si. 

Por isso assim vos apelo, num post muito diferente do que os que costumo redigir, algo mais em modo Luísa revoltada, que nunca deixem que ninguém, quem quer que essa pessoa seja, tome as rédeas da vossa vida, pois uma vez que se deixarem ludibriar para um rumo que é o que alguém escolheu para a vossa vida e não o que vocês desejam tomar, é difícil regressar ao caminho que devíamos seguir.

 

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D