Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inspiration Lab

Musicalidade: Não novamente

No post de 'Musicalidade' de hoje inspirei-me na música 'If This Is Love' da Kika. Espero que gostem!

Perdi a conta das vezes que jurei que seria para sempre. Perdi a conta das vezes em que te perdoei tudo, só porque perder-te era algo que não conseguiria aguentar. Perdi a conta das lágrimas que por ti derramei. Lágrimas de desilusão. Lágrimas de arrependimento. Lágrimas provocadas pela destruição da inocência de quem piamente acreditava que tudo em ti, que tudo em nós, era puramente verdadeiro. Entreguei-te as minhas armas e foi com elas que me mataste. Abri-te as portas para a minha alma e foi dentro dela que me destruíste.
Porque as feridas com que me deixaste são profundas demais para serem curadas com tempo. Profundas demais para serem esquecidas com as tuas palavras ocas. Profundas demais para serem perdoadas.
Porque até alguém cego por ti se cansa de chamar e de escutar o silêncio da tua ausência. Até o mais inocente dos inocentes se farta do ciclo masoquista de se reerguer e procurar-te novamente para ser deitado abaixo. Porque por muito assustador que seja imaginar-me sem ti, detesto ainda mais a ideia de ser escrava de alguém, especialmente sendo eu a submeter-me a essa escravidão.
E é por isso que, pela primeira vez em muito tempo, me escolho a mim. E é por isso que, pela primeira vez em muito tempo, não te perdoo cegamente. E é por isso que, pela primeira vez em muito tempo, vejo quem realmente és e não quem ardentemente desejo que sejas. E é por isso que desta vez não me deixo ludibriar pelas tuas palavras planeadas e promessas que nunca cumprirás. E é por isso que desta vez me recuso a entrar nos teus destruidores jogos. E é por isso que te deixo. E é por isso que não voltarei atrás. Não novamente.
Porque se é a isto que chamas de amor, então posso viver bem sem ele.

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D