Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Inspiration Lab

manta de retalhos

Juras que algo em ti está quebrado. Não estamos todos? Não é isso que todos somos? Almas quebradas pelas pedras que a vida ininterruptamente nos atira, em busca da sua salvação. Em busca de algo mais. Não algo que nos cure ou que junte todos os pedacinhos de nós, pois isso é quase impossível. Mas algo que seja tão relevante e que nos apaixone tão intensa e profundamente que deixamos de nos importar com os cacos em que nos dividimos. Que nos faça abraçar esta confusão desorganizada constituída por pequenas partes que forma quem somos. Essa pessoa maravilhosa, com todos os seus defeitos e suas virtudes que a tornam exatamente no que uma pessoa é. Porque não é realisticamente expectável que uma pessoa seja um ser perfeito, organizado, que saiba exatamente para onde quer ir e o que quer fazer. Sempre. Em todas e quaisquer situações da sua vida. Viver com um mapa na mão, viver com incertezas e inseguranças é coisa da vida. Coisa da vida tão legítima como tantas outras. Coisa da vida que não é necessário esconder.
Não temos, então, de fingir que temos tudo resolvido dentro de nós. Não temos de fingir que somos um só todo. Pessoas que fingem ser um só todo tornam-se pessoas cinzentas. Pessoas de betão. Eu sou manta de retalhos. Colorida, desorganizada, mal cosida, mas feliz. Feliz porque não finjo ser algo que não sou. Então porque insistes em ser de betão? Porque tens vergonha de assumir os teus retalhos? Porque acreditas que nada mereces? Porque continuas a aplicar-te castigos infinitamente quando és apenas uma vítima das cruéis partidas da vida? Só mais uma vítima, no meio de tantas outras. No meio de todos.
Não desejes, então, ser apenas um pedaço de matéria prima. Não receies mostrar a tua obra ao mundo! Pode não ser a mais bonita, a mais perfeita, mas é a tua, e é linda só por isso! Abraça quem és, mesmo aquelas partes que te constituem das quais não gostas assim tanto. Personifica a esperança e põe os olhos no futuro! Descontente com a maneira como és? Modifica-te! Mas nunca, nunca, te envergonhes das cicatrizes com as quais a vida te deixou. Porque elas fazem parte de ti. Tornaram-se um pedaço de ti. Porque a vida é uma caminhada bem mais fácil para os que integral e incondicionalmente se amam.

4 comentários

Comentar post

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D