Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Inspiration Lab

Fogo

De canal em canal, oiço histórias cada vez mais trágicas. Tento não pensar, mas penso. Tento não sofrer, mas sofro. Tento dissociar-me dos corpos que foram consumidos pelas ardentes chamas do erros que não podem mais ser ignorados, mas não consigo. Quando olho para aqueles corpos queimados, para aquelas vidas perdidas, vejo gente. Gente que tinha família, sonhos, objetivos. Gente que, num piscar de olhos, perdeu tudo isso. E a dor de quem perdeu toda essa gente. É demasiado para que possa processar.

Eu já nem quero saber de quem a culpa. Só sei que sinto repulsa por quem tem a ousadia de pensar que tem o direito de levar toda esta gente para um lugar onde não pertencem. Ainda não. Quem pode ser alguém para se achar no direito de separar eternamente famílias, de destruir trabalhos de vidas, de despedaçar corações? Eu não sei se é por dinheiro, por poder, por piromania, por estupidez. Nem quero saber. Só sei que está errado. Só sei que há matas a ser limpas e património precioso a ser protegido. Só sei que de nada adianta as palavras de pêsames, as bandeiras a meia haste, os apertos de mão, os abraços sentidos. Nada disso importa quando há sangue derramado, carne carbonizada, corações partidos que nunca serão completamente curados. 

Deixo-me afundar nesta tóxica impotência de nada poder fazer. Atualizo páginas de informação, passo de tecla em tecla no comando, como se as mesmas notícias, os mesmos números (que muito mais que isso são), me pudessem trazer algum conforto. Como se tudo o que, não só nestes últimos dias, mas durante todo este trágico ano, se resumiu a cinzas, pudesse voltar a erguer-se. Só que não pode. E há males que não podem ser remediados. O que não quer dizer que males futuros não possam ser prevenidos.

4 comentários

Comentar post

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D