Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inspiration Lab

Deixa-me descobrir-te.

Abre o teu coração. Abre o teu coração para que os teus sonhos possam fluir de dentro de ti. Para que eu os possa ver. E os possa concretizar. Porque é impossível fazer-te feliz se não souber qual a tua noção de felicidade.
Os teus olhos pouco dizem. As tuas escassas palavras ainda menos. És um código indecifrável. Um livro fechado a cadeado. Um livro que tanto desejo ler.
Esse teu mistério, essa tua estranha forma de viver atrai muitos. Atrai muitos mas muitos afasta também, depois de algum tempo. Porque não são muitos os que estão dispostos a decifrar os teus complexos códigos. A decifrar-te. A grande maioria desiste a meio. Alguns até antes de começarem. Mas eu não. Não é que ache que esta é uma batalha fácil de travar, pois não o é. Não é que ache que não vou ter vontade de desistir, porque sei que vou. Mas não o farei. Porque há algo em mim mais forte. Uma vontade de não desistir. Uma vontade de descobrir o que tão bem escondes atrás de todas essas máscaras com que te proteges. Uma vontade de te ensinar que não tens de te esconder. Que não tens de esconder essa bela essência que acredito existir bem profundamente dentro de ti.
Não receies. Só porque alguém em tempos magoou esse belo ser que és, não quer dizer que toda a pessoa a quem te mostrares te fará o mesmo. Eu não o farei. Sei que a vida é difícil, é traiçoeira. Sei que há pessoas difíceis, que são traiçoeiras. Mas nem todas o são. Peço-te então que confies. É verdade que, confiando, aumentas as tuas possibilidades de sofreres, mas aumentas brutalmente também as tuas possibilidades de seres feliz.
Deixa-me, então, ler-te. Deixa-me descobrir essa pessoa que está por de trás do olhares impassíveis, das palavras ocas. Deixa-me descobrir quem está por de trás de toda essa segurança fingida. Deixa-me ver o ser frágil mas maravilhoso que acredito que és. Deixa-me descobrir-te.

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D