Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Inspiration Lab

Adeus.

O que mais custa não é o último adeus. O último beijo. O último abraço. O último olhar antes do derradeiro virar de costas. Não. No que toca a despedidas definitivas, o que muitas vezes mais custa é o que nunca pensámos que mais iria custar.
O mais difícil é, sim, o aprender a viver apenas meio vivo. É prosseguir a caminhada sem parte da nossa essência, sem parte de nós. É refazer hábitos e rotinas para tentar eliminar inquilinos indesejados do nosso pensamento. É resistir à tentação de esquecer tudo o que nos fez dizer adeus e regressar para quem tanto nos magoou.
Mais difícil do que tudo o resto é, sem sombra de dúvida, ter a coragem de dizer adeus quando o devemos fazer, mesmo sabendo de todas as dificuldades que teremos de ultrapassar, todo o sofrimento que teremos de experienciar. É saber cuidar de quem somos. É saber o quanto valemos. É saber que somos demais para alguém que em nós não vê nada de mais. É saber quando chega a hora de dizer adeus. E é saber aproveitá-la para fazer o que tem de ser feito.

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D