Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Inspiration Lab

E se?

E se tudo for em vão? E se ao fim de anos passados, palavras trocadas, rugas e quilos adicionados, num olhar para trás a vida não for nada mais que um clarão?
E se olhar para trás e compreender que nada do que fiz teve efeito, que todas as tentativas foram falhadas, que todos os sonhos cuidadosamente planeados foram abandonados? E se quando já nada puder ser feito descubra que ainda há muito para fazer?
E se der por mim a caminhar sem rumo, sem saber para onde vou, para onde quero ir, porque caminho, porque quero continuar?
E se por entre milhões de palavras não conseguir encontrar um significado?
E se descobrir que todas as palavras foram ocas, proferidas sem sentido, em vão?
E se não tiver coragem e abandonar todas as minhas lutas?
E se todos aqueles que me apontaram o dedo por tentar demais, por seguir por caminhos difíceis e abraçar demandas inglórias me critiquem por ter desistido?
E se olhar ao espelho um dia e não souber quem sou, porque sou?
E se sentir que o chão que me segura os pés já não devesse segurar?
E se partir sem conseguir fazer feliz quem outrora desiludi?
E se me for sem pintar todos os cantos da vida com a cor do meu sorriso?
E se desaparecer sem saber de cor o caminho para o lugar onde tudo se resolve, onde o sol brilha mais intensamente, o céu é mais azul, os dias mais longos e as noites menos duras?
E se for engolida pelas trevas, antes de compreender o que é estar na quente luz do dia?
E se quando entender os caminhos que me engolem e desencaminham for tarde de mais para voltar a trás e remediar tudo o que de mal fiz?
E se a esperança morrer dentro de mim?
E se falhar?
E se todos descobrirem o fracasso que sou, a tristeza que me engole?
E se todos os muros que cuidadosamente construo à minha volta caírem?
E se, depois de tantas incansáveis demandas, quiser voltar para porto seguro? E se ele já não existir?
E se me aceitar?
E se caminhar passo após passo, sem medo, segurando a mão de quem quer ficar e deixando ir quem ir deseja?
E se não tiver medo, não porque o caminho será fácil mas porque se esta batalha a mim está destinada a mim me cabe travá-la?
E se não tiver medo de ir ao chão, pois sei que me conseguirei reerguer?
E se pegar nas palavras ocas e as encher de sentido?
E se não tiver medo de escrever, de falar, de lutar?
E se me quiser perder?
E se me encontrar?
E se quando finalmente alguém derrubar os muros que me ocultam haja um tesouro escondido?
E se tomar a morte, as incertezas, as tristezas, as indecisões, as inseguranças e os medos como amigos, se os quiser conhecer, se os fizer meus companheiros, se os autorizar a participar nesta odisseia?
E se o Mundo, de uma vez por todas, me ouvir?
E se nem tudo correr como estava no guião? E se eu me tornar mestre do improviso?
E se decidir lutar contra tudo e contra todos, com tudo e com todos, mesmo que vá sem rumo, sem saber onde quero chegar?
E se um dia mais tarde olhar para trás e souber que fiz tudo o que pude, lutei tudo o que tinha para lutar, ri tudo o que tinha para rir?
E se pintar o Mundo não com os meus sorrisos e a minha alegria, mas com a dos outros?
E se me esquecer dos olhos atentos e maldosos que me rodeiam e quiser simplesmente ser a melhor versão de mim mesma?
E se confiar?
E se não ceder?
E se continuar?
E se respirar?

Corre para mim.

Corre pelos teus sonhos.
Corre por quem não consegue correr.
Corre por todos os que te disseram que nem da linha de partida passarias.
Corre por dias melhores.
Corre para enfrentar os teus medos.
Corre por uma vida que queiras viver.
Corre por um futuro do qual te orgulhes.
Corre por quem um dia queres ser.
Corre pela tua felicidade.
Corre pelas vezes em que quase desististe.
Corre para te encontrares.
Corre por todos os que sempre ao teu lado se mantiveram.
Corre por quem em ti acreditou.
Corre por todos os que te amam.
Corre por mim.
Corre para mim.

Bases

SAM_1490.JPG

 As bases, tal como o nome indica, são a base de qualquer maquilhagem, nem sequer é suposto que se notem muito ou que sobressaiam. Delas pede-se apenas eficácia e simplicidade. Mas se soa assim tão fácil, porque é que é muitas vezes difícil encontrar a base perfeita? Não sei, mas que o é, é! Não têm, no entanto, nada a temer, pois neste post vou indicar-vos 4 bases ótimas que podem resolver o problema. O melhor de tudo? Fiz questão de escolher produtos para todos os gostos e orçamentos!

 

Ler Mais )

 

Ao teu lado ficarei.

Se o teu barco estiver à deriva, porto seguro serei.

Se não souberes para onde ir, o teu caminho iluminarei.

Se o frio da noite te quiser engolir, a tua alma aquecerei.

Se pensares em desistir, a tua coragem serei.

Se a dor for demasiada, das tuas feridas cuidarei.

Se o medo tomar conta de ti, de todos os monstros me livrarei.

Se as lágrimas forem demasiadas para conter, a tua face enxugarei.

Se te esqueceres de quem és, todos os dias te lembrarei.

Se te quiseres ir embora, sozinho não te deixarei.

Se ideias te faltarem, a tua inspiração serei.

Se as forças escassearem, na tua mão segurarei.

Se estiveres inseguro, apoiar-te-ei.

Mesmo que te esqueças de mim, ao teu lado ficarei.

 

 

 

 

Por Ti.

Por Ti, por todo o mundo caminharia para que nem um só passo tivesses que dar.
Por Ti, mataria todos os monstros para que com nenhum tivesses que lidar.
Por Ti, esconderia tudo em mim para que não denotasses a tristeza que brilha no meu olhar.
Por Ti, ergueria um muro que te protegesse, para que ninguém te tentasse magoar.
Por Ti, mudaria o mundo para que com as suas crueldades e injustiças não tivesses que lidar.
Por Ti, enfrentaria os meus medos, para que nada te pudesse perturbar.
Por Ti, cairia vezes sem conta se só assim te conseguisse erguer.
Por Ti, carregar-te-ia nos meus ombros, para que o mundo que não consegues ver pudesses conhecer.
Por Ti, tudo faria.

Pág. 1/2

Luísa

"No fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna e deixar coisas feitas pode ser uma forma de eternidade." - José Saramago

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D